#Aleatoriedades: O último para você

Ele estragou tudo. É simples, mas nunca sossegamos. Caminhos diferentes sempre foram algo incomum entre nós, aquele caminho paralelo sabe. Não é para ser, de novo.  Este texto é o último que vou escrever dedicado a você, que você nunca vai saber. Mudamos, tudo muda sempre e foi a última vez que você me viu aqui.

Sigo em um dia nublado, onde perdi mais um dos meus amores em segredo. Eu não vou esquecer esses malditos olhos azuis, mas não vou sentir falta deles. Sempre digo que escrevemos algo bonito quando estamos tristes, eu só escrevo quando quero esquecer, odiar. Você foi do mesmo jeito que chegou, sendo somente uma das milhares coisas que eu perderia, um dos “para sempre” impossíveis, um dos brinquedos que eu não seria dono.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s