#Retalhos: Morada

A vida tem dessas, de repente mudou tudo. Tudo aconteceu muito mais rápido do que eu planejava. Vida essa que para mim é uma menina travessa, que passa em um piscar de olhos em alguns instantes; Enquanto que em outros momentos ela simplesmente aperta o botão do “pause” e fica.
Quando a gente menos espera estamos arrumando as coisas para partir para uma próxima. E quem sabe, nem temos tempo para arrumar essas coisas da forma na qual queremos, na verdade a gente nem queria ir embora, né?
Dá uma canseira você ter que organizar tudo que já estava organizado. Independente da mudança, elas dão o maior trabalho.
Sabe por quê?
Estamos tão acostumados com a rotina, com as coisas em seus determinados lugares, e de repente você tem que mudar tudo. Isso dói!
É natural investirmos, nosso tempo, dinheiro e atenção em alguém com quem nos preocupamos. Damos forma a isso, nos apegamos. Aprendemos a amar.
Mas e agora?
É hora de tudo deixar! Eu acredito que só assim se chega á algo melhor, algo maior. Queria que você pensasse: onde fez morada? Será que não é hora de juntas às coisas e ir embora?
É necessário seguir em frente! Ainda que doa um pouquinho, ainda que você tenha vontade de ficar! Eu sei que são muitas memórias e lembranças boas, mas estes olhos precisam ver novos horizontes, este meu eu inseguro precisa criar segurança, e estas pernas precisam aprender a andar sozinhas.
Está fase passou, em alguns momentos temos que ter a convicção de que precisamos superar. Eu espero que você aceite e abrace a ideia de que é hora de partir, quando realmente for hora de partir. É engraçado eu olhar pra cá e pensar: “EU NÃO VOU SAIR DO MESMO JEITO QUE EU ENTREI”.

Posso te falar?
Não vai demorar muito tempo pra você perceber que a mudança valeu muito apena!
Dai, quando eu chegar neste meu lugar novo e perceber bem todas as paredes de possibilidades. Paredes brancas que vou colorir com o que você me ensinou, com as cores que você me deu para levar com a vida, e assim fazer a minha vida. Paredes estas vazias, porém que estão prontas para viver minhas novas histórias, meus novos passos.
Neste lugar no qual busquei de paredes até então brancas, tem uma janela, grande, espaçosa. Janela que abri e vi através dela que tempos melhores virão,além de todas as crises e tempestades. Há muita coisa boa para quem espera.
Só que desculpe, agora vou ter que esperar do lado de fora. Longe daí! Não fique zangado, a vida é muito bonita, bonita demais da conta. E o tempo é curto, então sério, me permitam um novo recomeço.
Eu me permiti e o que eu posso-te dizer é que vale muito a pena. Eu sei que posso fazer mil moradas pelo mundo, mas nenhuma vai ser igual está que vive com você.

Por Pedro Candido

Um comentário em “#Retalhos: Morada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s