#Netflix: Na mira de Unabomber

Começo esse texto confessando que dormi três vezes tentando assistir essa série. Não era falta de interesse, não. Era cansaço, pálpebras pesadas, uma noite anterior mal dormida. Depois que você se vê enlaçado por essa série é difícil largar. O que eu posso dizer? adoro séries de investigação.

Manhunt: Unabomber é um caso típico daquelas séries de investigação mesmo. Que em cada episódio é uma descoberta diferente que faz todo sentido no enredo da obra, que faz toda a diferença lá na frente, sabe? Fora que os personagens te cativam. Eu, por exemplo, fui completamente cativada pelo assassino, que em quase todos os filmes de seriais killers, teve um passado destrutivo que o fez agir de tal forma no presente. Manhunt também exibe um lado novo da investigação policial típica, a Linguística Forense, que é baseada em cartas e escritos que o suspeito envia para o FBI. A série inclusive é baseada em fatos reais.

Sem mais delongas e spoilers, a série tem um entrelace de policial versus assassino, onde um acaba – de um modo complexo e confuso – compreendendo o lado do outro. Vi em Manhunt atuações incríveis do digníssimo Paul Bettany e de Sam Worthington, fotografia e direção no mesmo nível. Não digo que seja uma das minhas séries favoritas, mas acredito que seja uma das mais bem feitas que já assisti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s