#Aleatoriedades: Tem algo de errado com o filme “Meu passado me Condena”

[ALERTA DE SPOILER]

Pelo título já entendeu, né? Na verdade não é uma crítica e sim uma análise da história do filme. Estava assistindo esses dias, novamente, o filme “Meu passado me condena” estrelado pela Mia Mello e Fabio Porchat, vi que algo não encaixava. Assisti o lançamento do filme no cinema, e desde a primeira vez achei tudo muito estranho.

Mia e Fabio se casam poucos meses depois de terem se conhecido, e vão para a Europa de navio para a lua de mel. Lindo, maravilhoso, até que fica claro que os dois são de personalidades totalmente diferentes. Ele é pão duro e todo molecão, ela já gosta de gastar e é mais séria. Ela descobre que o ex namorado bonitão e cheio da grana está no navio e pelo visto não a esqueceu, e Fabio, por sua vez, descobre que a mulher do bacana é sua paixão de infância. Mundinho pequeno esse, né? Resumindo, os dois brigam por conta disso e tudo mais. Até que eles chegam na Europa e Fabio reencontra seu amigo “Cabeça”, que é um desempregado mala sem alça que está fazendo mochilão pela região. Mia fica brava pois sua lua de mel que era para ser romântica, se torna uma viagem com amigos, sendo que o amigo do seu marido até dorme com eles na cabine. Por fim, o ex de Mia tasca um beijo à força nela durante uma festa e Fabio vê, causando uma briga gigantesca. E é aí que começa o desencaixe da história, na minha linha de pensamento, claro.

Na briga final, Miá corre desesperadamente atras de Fabio para tentar explicar que foi beijada a força, mas o cara não quer nem saber de desculpas, dizendo que ela acabou com o casamento dos dois. OI? O cara é praticamente uma criança, faz piadinhas a todo momento, quando encontra o amigo fica tudo pior, dorme com o amigo na cabine, enche a cara em uma “despedida de solteiro”, deixa a menina sozinha em uma festa, e quem acabou com o casamento foi ela? Ele só a perdoa quando Beto (o cara do beijo à força), também lhe tasca um beijo. Me desculpem os que acham que “é só uma história”, mas que história mais machista, hein?!

O problema é que muitas mulheres passam por situações parecidas, onde a culpa é só delas, onde o parceiro detém todo o “poder”. E olha que eu nem comecei a falar sobre o segundo filme, que o Fábio dá uns amassos na prima e a Mia fica sabendo de uma forma horrível, e por que ele quis e não á força.

Adoro Fabio Porchat e a Miá Mello, mas o enredo e contexto desse filme, na minha opinião, está todo errado! >.<

 

2 comentários em “#Aleatoriedades: Tem algo de errado com o filme “Meu passado me Condena”

    1. Então, é por isso que eu acho completamente errada essa história. Eu não coloquei, mas tem um momento que ele chama ela de PUTA! fiquei indignada. No segundo filme é pior ainda, pq ela volta pra ele depois de uma traição (nada contra, cada um sabe o que faz), mas induz a certas mulheres a acreditar que tá tudo bem trair e dps ser perdoado.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s