Eu te observo mesmo sem querer

Você poderia segurar a minha mão se quisesse. Poderíamos fingir que sentimos alguma coisa durante alguns minutos? Existe uma muralha entre nós e prefiro ficar a sós no banho, mesmo quando eu gosto das suas mãos passeando pelo meu corpo molhado.  Tem algo em você que eu deveria explorar, mas essas nossas muralhas ainda são altas demais para escalar, então me afasto com aquele medinho de cair lá de cima.

Nos últimos meses eu só sou ódio, mas ai eu te beijo e você me faz lembrar de quem eu era antes, destemida e incrível ao mesmo tempo. Eu te olhei diferente naquela manhã para tentar achar algum detalhe que me faria esquecer do mundo lá fora. Então, por hora, só segure a minha mão para que eu não sinta esse vazio que tá me matando um pouco mais a cada dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star