Memórias

Entre fotos e recordações, eu tento lembrar daquele sentimento.
Já faz tempo desde que você foi embora e parece uma eternidade visto de quem nunca saiu do lugar. A saudade é algo engraçado, é como se tivesse um pouquinho de você que nunca vai se preencher com outro alguém ou outra coisa. A saudade deixa um espaço em branco onde não se pode escrever nada.
Eu queria não apagar certas memórias ou o dia que nos conhecemos, mas eu já nem lembro a cor da sua camisa naquele dia. Eu esqueço o cheiro do seu perfume ou do jeito que você falava, e o meu jeito de te olhar. Eu já não sei mais te olhar. E os detalhes vão sumindo assim como a obsessão que um dia eu tive em tentar fazer com que você me ouvisse por um minuto.
Eu já não amo mais você do mesmo jeito, ou idealizo algo que nunca vamos ter. Esse é o segredo, talvez o tempo faz com amamos de outra forma, mais leve, mais delicado, tento em mente que por mais que nada aconteça, aquilo que você sente estará intacto para sempre.
De todas as lembranças, ainda guardo as que me fazem escrever para você num cantinho de algum caderno. Como quando eu senti um aperto no peito pela primeira vez ao não te encontrar, ou um primeiro toque. Eu guardo o suficiente dentro das minhas gavetas de memórias para que eu me lembre de você de um jeito forte, mas que não encharque meus olhos de lágrimas no final.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star