#Aleatoriedades: Canal saindo do forno

Falando sério eu nunca pensei em ter um canal só meu.
Muitas pessoas já me falavam para fazer vídeos, falar sobre filmes que eu assisto, moda, ou coisas do tipo. Eu, por outro lado, ainda acho que será difícil vencer a timidez e fazer vídeos por aí.

Para quem não sabe eu já produzo vídeos para o Portal A Toca junto com o Pedro Candido há quase quatro anos, mas sempre fiquei atrás das câmeras. Eu amo edição de imagens, vídeos e criar conteúdo, mas sabemos que essa área hoje está bem concorrida. Mas espero trazer conteúdos diferentes – por mais que seja impossível – e que agregará na vida de cada um que assistir.

Conteúdo sobre moda consciente – porque eu sou boa em comprar brusinhas por R$20 – viagens, sobre filmes de terror que são a minha paixão, vlog e outras coisitchas mais serão os temas. Quero focar somente em assuntos que eu gosto, que me chamam atenção e que fará alguma diferença.

Espero que vocês gostem. Logo mais estou chegando 😀

#Aleatoriedades: So it goes…

Estamos de novo em cima de uma cama, quem diria. Me faz agir como alguém em busca de um sonho, me faz agir como uma obsessiva procurando por quem abraçar. Me faz questionar se talvez outro cara seria capaz de me ter como você.

Uma, duas, três vezes, quantas vezes mais eu preciso de apaixonar por você?
A cada sorriso que eu dou sozinha enquanto lavo a louça do café, a cada vez que eu olho para alguém e procuro algo seu para me entreter, a cada vez que encontro novos amores para tentar esquecer.

Eu era espontânea demais, sarcástica demais, esperta demais até achar alguém que era demais no mesmo nível. Cedo demais, tarde demais, entrelaço demais enquanto você ria do meu jeito. Eu guardo tudo sobre você entre uma e outra lembrança, como se fosse algo precioso mas não muito. Algo que eu gosto de recordar, mas não muito.

Coisas são tão iguais entre nós que dá até nojo. Você é orgulhoso para admitir que também é difícil ficar sem me ver tomando café a noite na sua varanda enquanto  reclamo dos meus variados defeitos ou falo sem parar como sempre faço. Pois é difícil ficar sem você me olhando como se eu fosse a última coisa que você precisaria para viver.

 

#Aleatoriedades: Diga a ele

Então diga a ele que eu não pude ficar, o meu mundo é tão vasto e que ele não vai me alcançar. Eu quero mais do que promessas quebradas de um vazio de mentiras.
Diga à ele para poupar papinhos furados, ir direto ao assunto, o meu destino nunca pertenceu a ninguém e eu cansei de recolher cada pedaço depois de se quebrar.

Então me desculpe se aquela história sobre amor não colou, é que eu sou prevenida demais para por meus pés onde só há tristeza, e convenhamos que o seu coração não é bom o bastante para dar a alguém. Acabou e a mascara caiu, todo mundo já sabe. Mais uma vez as memórias boas não foram suficientes para me fazer ficar.

Diga à ele que eu comecei me encantando pelos motivos certos, mas pelo cara errado. Diga que eu queria ter um sonho bom, mas para o tipo de sonho que ele proporciona, eu já estou acordada a séculos.

E por fim, diga à ele que o meu mundo é tão grande que eu consigo me perder dentro dele, que tenho rachaduras dentro de mim mas que vou sobreviver. Que  tudo que eu tenho dentro de mim é tão incrível e que todas as suas atitudes foram tão inúteis que nem um sorriso ele conseguirá tirar do meu rosto.

#Aleatoriedades: Eu não pertenço a lugar algum

Eu estava lá de pé, por horas, olhando a água vir e voltar de um jeito que eu nunca tinha visto antes. Alguns anos depois você entende que nada vai fazer você ficar. Quando você percebe que não pertence a lugar algum, fica difícil tentar achar algum vínculo. Ou desculpa.

Cabeça debaixo da água, um dois três, é fácil estar assim. É fácil ver o mar de perto e imaginar todos os dias ali. É muito fácil quando você percebe que se encontrou em algum lugar. É difícil fazer tudo certo quando você sempre escolhe os motivos errados.

Eu quero ir, quero conhecer, quero experimentar, quero ser. Eu não pertenço a lugar algum. Eu não quero pertencer.

#Aleatoriedades: O último para você

Ele estragou tudo. É simples, mas nunca sossegamos. Caminhos diferentes sempre foram algo incomum entre nós, aquele caminho paralelo sabe. Não é para ser, de novo.  Este texto é o último que vou escrever dedicado a você, que você nunca vai saber. Mudamos, tudo muda sempre e foi a última vez que você me viu aqui.

Sigo em um dia nublado, onde perdi mais um dos meus amores em segredo. Eu não vou esquecer esses malditos olhos azuis, mas não vou sentir falta deles. Sempre digo que escrevemos algo bonito quando estamos tristes, eu só escrevo quando quero esquecer, odiar. Você foi do mesmo jeito que chegou, sendo somente uma das milhares coisas que eu perderia, um dos “para sempre” impossíveis, um dos brinquedos que eu não seria dono.

 

 

#Getinspired: Frases para você guardar

Adoro frases bonitas que tem no Pinterest e queo muito compartilhar com vocês. Letras de músicas, frases em inglês, de amor, amizade. Acho que vale de tudo para começar o ano bem, não é? ❤