#Aleatoriedades: So it goes…

Estamos de novo em cima de uma cama, quem diria. Me faz agir como alguém em busca de um sonho, me faz agir como uma obsessiva procurando por quem abraçar. Me faz questionar se talvez outro cara seria capaz de me ter como você.

Uma, duas, três vezes, quantas vezes mais eu preciso de apaixonar por você?
A cada sorriso que eu dou sozinha enquanto lavo a louça do café, a cada vez que eu olho para alguém e procuro algo seu para me entreter, a cada vez que encontro novos amores para tentar esquecer.

Eu era espontânea demais, sarcástica demais, esperta demais até achar alguém que era demais no mesmo nível. Cedo demais, tarde demais, entrelaço demais enquanto você ria do meu jeito. Eu guardo tudo sobre você entre uma e outra lembrança, como se fosse algo precioso mas não muito. Algo que eu gosto de recordar, mas não muito.

Coisas são tão iguais entre nós que dá até nojo. Você é orgulhoso para admitir que também é difícil ficar sem me ver tomando café a noite na sua varanda enquanto  reclamo dos meus variados defeitos ou falo sem parar como sempre faço. Pois é difícil ficar sem você me olhando como se eu fosse a última coisa que você precisaria para viver.

 

#Aleatoriedades: Diga a ele

Então diga a ele que eu não pude ficar, o meu mundo é tão vasto e que ele não vai me alcançar. Eu quero mais do que promessas quebradas de um vazio de mentiras.
Diga à ele para poupar papinhos furados, ir direto ao assunto, o meu destino nunca pertenceu a ninguém e eu cansei de recolher cada pedaço depois de se quebrar.

Então me desculpe se aquela história sobre amor não colou, é que eu sou prevenida demais para por meus pés onde só há tristeza, e convenhamos que o seu coração não é bom o bastante para dar a alguém. Acabou e a mascara caiu, todo mundo já sabe. Mais uma vez as memórias boas não foram suficientes para me fazer ficar.

Diga à ele que eu comecei me encantando pelos motivos certos, mas pelo cara errado. Diga que eu queria ter um sonho bom, mas para o tipo de sonho que ele proporciona, eu já estou acordada a séculos.

E por fim, diga à ele que o meu mundo é tão grande que eu consigo me perder dentro dele, que tenho rachaduras dentro de mim mas que vou sobreviver. Que  tudo que eu tenho dentro de mim é tão incrível e que todas as suas atitudes foram tão inúteis que nem um sorriso ele conseguirá tirar do meu rosto.

#Aleatoriedades: Faça o melhor para você

É fato, as vezes precisamos tirar algumas pessoas da nossa vida. Não por elas terem feito algo diretamente a você, mas pelo puro e simples motivo de serem tóxicas. Não é fácil e vai doer. Pessoas que você convivia diariamente, se tornarão perfeitos desconhecidos e talvez você nem irá se lembrar delas. É melhor cultivar sua sanidade mental do que gastar seu empenho em torná-las mais evoluídas. Pessoas tóxicas te esgotarão tão rápido que você nem faz ideia. Aos poucos você concordará com elas e o seu próprio controle emocional vai por água abaixo. Elas levam sua autoconfiança e a fazem em pedaços. Pessoas assim envenenarão todos ao seu redor, como erva daninha crescendo nos muros.

Pessoas tóxicas são como um curativo em machucados. Você precisa tirá-los do ferimento para que ele possa respirar, ou tudo pode infeccionar e a cicatriz ficar ainda maior.

 

 

#aventurascapilares: O dilema entre o curto e o grande

Uma das minhas maiores dúvidas sobre cabelos: corto curto ou deixo crescer?
Já tive cabelão nas costas, já cortei curtinho e deixei crescer, já tive no ombro, já cortei pixie, long bob. Já foi vermelho, castanho, roxo, vermelho e preto, rosa, azul, ruivo natural, loiro. Você acaba com as opções e depois fica se sentindo a pessoa mais sem criatividade do mundo.

Eu adoro mudar, adoro me ver sempre com um estilo novo. O complicado é que demora muito pra crescer e você quer cortar de outro jeito, ou só deixar crescer mesmo. Pois é, meninas, dilemas de cabelos haha Bom, selecionei alguns cortes legais para você se inspirar, bora?

 

#Aleatoriedades: Eu não pertenço a lugar algum

Eu estava lá de pé, por horas, olhando a água vir e voltar de um jeito que eu nunca tinha visto antes. Alguns anos depois você entende que nada vai fazer você ficar. Quando você percebe que não pertence a lugar algum, fica difícil tentar achar algum vínculo. Ou desculpa.

Cabeça debaixo da água, um dois três, é fácil estar assim. É fácil ver o mar de perto e imaginar todos os dias ali. É muito fácil quando você percebe que se encontrou em algum lugar. É difícil fazer tudo certo quando você sempre escolhe os motivos errados.

Eu quero ir, quero conhecer, quero experimentar, quero ser. Eu não pertenço a lugar algum. Eu não quero pertencer.

#Retalhos: Morada

A vida tem dessas, de repente mudou tudo. Tudo aconteceu muito mais rápido do que eu planejava. Vida essa que para mim é uma menina travessa, que passa em um piscar de olhos em alguns instantes; Enquanto que em outros momentos ela simplesmente aperta o botão do “pause” e fica.
Quando a gente menos espera estamos arrumando as coisas para partir para uma próxima. E quem sabe, nem temos tempo para arrumar essas coisas da forma na qual queremos, na verdade a gente nem queria ir embora, né?
Dá uma canseira você ter que organizar tudo que já estava organizado. Independente da mudança, elas dão o maior trabalho.
Sabe por quê?
Estamos tão acostumados com a rotina, com as coisas em seus determinados lugares, e de repente você tem que mudar tudo. Isso dói!
É natural investirmos, nosso tempo, dinheiro e atenção em alguém com quem nos preocupamos. Damos forma a isso, nos apegamos. Aprendemos a amar.
Mas e agora?
É hora de tudo deixar! Eu acredito que só assim se chega á algo melhor, algo maior. Queria que você pensasse: onde fez morada? Será que não é hora de juntas às coisas e ir embora?
É necessário seguir em frente! Ainda que doa um pouquinho, ainda que você tenha vontade de ficar! Eu sei que são muitas memórias e lembranças boas, mas estes olhos precisam ver novos horizontes, este meu eu inseguro precisa criar segurança, e estas pernas precisam aprender a andar sozinhas.
Está fase passou, em alguns momentos temos que ter a convicção de que precisamos superar. Eu espero que você aceite e abrace a ideia de que é hora de partir, quando realmente for hora de partir. É engraçado eu olhar pra cá e pensar: “EU NÃO VOU SAIR DO MESMO JEITO QUE EU ENTREI”.

Posso te falar?
Não vai demorar muito tempo pra você perceber que a mudança valeu muito apena!
Dai, quando eu chegar neste meu lugar novo e perceber bem todas as paredes de possibilidades. Paredes brancas que vou colorir com o que você me ensinou, com as cores que você me deu para levar com a vida, e assim fazer a minha vida. Paredes estas vazias, porém que estão prontas para viver minhas novas histórias, meus novos passos.
Neste lugar no qual busquei de paredes até então brancas, tem uma janela, grande, espaçosa. Janela que abri e vi através dela que tempos melhores virão,além de todas as crises e tempestades. Há muita coisa boa para quem espera.
Só que desculpe, agora vou ter que esperar do lado de fora. Longe daí! Não fique zangado, a vida é muito bonita, bonita demais da conta. E o tempo é curto, então sério, me permitam um novo recomeço.
Eu me permiti e o que eu posso-te dizer é que vale muito a pena. Eu sei que posso fazer mil moradas pelo mundo, mas nenhuma vai ser igual está que vive com você.

Por Pedro Candido

#Aleatoriedades: Vamos falar sobre Sonhos!

Eu sempre me esforcei muitos para realizar meus sonhos. Mas para esse próximo ano eu quero mais. Quero muitos outros sonhos realizados, quero ter a certeza que eu uso do meu próprio suor para encontrar a minha real felicidade. Não me importar com pessoas que estejam no caminho pois os obstáculos é que dão mais graça à aquilo que se conquista. Minha vida e minha carreira são baseadas em amor, pois se você não tiver uma base sólida de amor e satisfação própria em tudo o que você faz, infelizmente o caminho é a frustração, e já temos muitas pessoas frustradas nesta vida.

Então fiz uma lista de todos os meus desejos, que talvez eu não realiza no próximo ano ou nos próximos que vier, mas quero que minha atitude sirva de inspiração à vocês. Que mais sonhos se tornem realidade.

1. Ir a praia depois de quase 3 anos sem poder ir
Infelizmente as vezes anulamos desejos nossos para suprir necessidades alheias, e isso foi umas das milhares de coisas que me arrependo. Faça mais para você, não deixe de proporcionar pequenas coisas a você e sua felicidade.

2. Fazer uma viagem e conhecer histórias
Ainda estou planejando meu segundo livro, mas uma das coisas que eu mais gosto é ouvir histórias de vida, histórias diferentes. Quero poder escrever sobre o que ouço das pessoas, retratar cada detalhe, deixá-las gravadas de algum jeito.

3. Ter a experiência de nadar com tubarões (dentro de uma jaula, obvio)
Sempre fui apaixonada por tubarões brancos e este ano descobri uma empresa na Austrália que faz esse tipo de atividade. Imagina estar perto de um dos maiores predadores dos oceanos. Para mim seria mais que um sonho realizado.

4. Fazer intercâmbio 
Uma das minhas vontades é conhecer a cultura de outro país. Estou pensando em juntar aquele dinheirinho e fazer um intercâmbio. Ultimamente tenho me interessado por Portugal, quem sabe não é?

5. Vender meu livro
Já que não sabemos fazer um tererê para vender a arte na praia, nós vamos tentar vender o livro que foi produto do meu TCC. Quero poder mostrar minha opinião sobre a Ufologia para as pessoas e tentar, pelo menos um pouquinho, amenizar esse preconceito sobre o tema.

Esses são somente alguns desejos para 2018. Que tal fazer uma listinha também?
Seja sincero com você mesmo e liste tudo o que seu coração mandar, tudo o que vem de dentro de você. Comece o próximo ano se amando e de bem com você mesmo ❤