Eu te observo mesmo sem querer

Você poderia segurar a minha mão se quisesse. Poderíamos fingir que sentimos alguma coisa durante alguns minutos? Existe uma muralha entre nós e prefiro ficar a sós no banho, mesmo quando eu gosto das suas mãos passeando pelo meu corpo molhado.  Tem algo em você que eu deveria explorar, mas essas nossas muralhas ainda são…

Depois.

Depois de você fiquei um pouco mais sem rumo, um pouco mais discreta, um pouco mais desatenta e irritada. Depois de tudo o que passou eu decidi deixar o passado lá trás e recomeçar, mas eu ainda estou planejando sobre como fazer isso de forma impecável. Eu tenho escrito tudo o que me incomoda, mas…

ah, esse silêncio…

Faz mais de 30 minutos que eu tô olhando para o teto. Tá ventando lá fora e um frio aqui dentro. O silêncio tá me matando, junto com essa ansiedade que traz essa maldita insônia. Eu tô te esquecendo e ainda não sei se isso é uma coisa boa ou ruim. É como se eu…

#Aleatoriedades: Quando você não se encaixa mais

Os dias estão passando rápido e eu tô sem tempo. É engraçado como nossa geração quer sempre se sentir produtivo, de um jeito ou de outro. E sabe quando você não se encaixa em mais nada ao seu redor? Eu decidi que eu preciso focar em algo, e claro que esse “algo” não será nada…

#YT: Tudo sobre meu primeiro livro

Olá pessu, tudo bom? Vídeo saindo e sobre o que é? Claro, sobre o meu primeiro livro publicado! Contei sobre como foi o desenvolvimento da meu produto de TCC, sobre os capítulos, os congressos de ufologia. Enfim, tudo o que precisei fazer para escrever o livro! Espero que gostem Não se esqueçam de curtir, se…

#Aleatoriedades: Sobre meus arrependimentos, ou não…

Uma vez eu fiz um desafio de Facebook onde selecionei sete conselhos que eu daria para a Kamila de 15 anos. Vou trazê-los para o meu blog, quem sabe que eu não posso ajudar alguém que está com problemas, não é? Então vamos lá: 1. Esquece, todos os seus amigos de hoje não vão dar…

#Aleatoriedades: Aquela lista, sabe…

Ouvi de longe um barulho enquanto tomava um copo de água do lado de fora de casa. Eu não corri para ver a mensagem, eu já sabia que não era você. O dia tava tão lindo que eu não pude deixar de sentir o sol por um minuto tocando minha pele antes de me decepcionar…

#CreepyStories: O Começo

Quando tinha meus 17/18 anos eu gostava de escrever histórias de terror. Mais especificamente, eu sonhava ou tinha pesadelos que eu sempre me lembrava e aproveitava para descrevê-los. Como a tecnologia de antigamente não era tão avançada, acabei perdendo, infelizmente, todos os meus textos. E como eu amava escrever. Hoje daria com certeza um livro…

#Creepystorie: when angels deserve to Die

Três da manhã, Nina acorda sem sua boneca. Os sinos da igrejinha perto dali tocam sem parar, e os ponteiros do seu relógio na mesa de canto estão girando como loucos. A tempestade a assusta, ela cobre seu rosto com seu cobertor de estimação. “Mas onde estaria Molli uma hora dessas? Em baixo da cama,…

#Aleatoriedades: minha montanha-russa emocional

Sua voz continua martelando em minha cabeça de novo, juntamente com aquele cheiro de cigarro vagabundo que você costumava fumar. Algo me dizia que não ia durar ou você iria embora, ou eu sairia sem me despedir. E quando você pensa que passou anos e mais milhares de anos, só se passaram duas horas e…